O Impacto do Coronavírus no varejo e nas empresas

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

Em virtude do regime de quarentena causado pelo coronavírus, toda a sociedade começa a sentir os reflexos desse novo momento.

O número de pessoas circulando pelas cidades, parques, praças, orlas e praias reduziu drasticamente. Somente os serviços de necessidade fundamentais permanecem operando, mesmo assim, com observações e cuidados que o momento exige.

Essa redução no fluxo de pessoas nas cidades, impacta diretamente no varejo onde as lojas, por decreto, foram forçadas a realizar a paralisação das suas atividades normais devido ao alto risco de contaminação das pessoas. 

Dados alarmantes para o varejo

Com a baixa circulação de pessoas, o varejo começa a sentir as consequências. Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae e noticiada pela Folha, mapeando pequenos negócios de diversos setores da economia, apontam que:

  • Cerca de 2,5 milhões de empresas no varejo tradicional (pequeno porte, microempresas e MEI’s) serão fortemente afetadas
  • Além destas empresas, setores como serviços educacionais, logística, transporte e de tecnologia estão em alerta
  • 12,3 milhões de pequenos negócios / 21,5 milhões de pessoas / 46,2% dos trabalhadores

Como empresas e startups estão combatendo e ajudando a economia e a saúde sobreviver ao coronavírus? / Como minimizar o impacto da pandemia em negócios locais

Nosso ecossistema de startup em Santa Catarina, mais precisamente em Florianópolis, está vivenciando de perto o nascimento de um serviço que visa ajudar bares e restaurantes locais a realizarem as entregas com taxas reduzidas e sem custo mensal.

Delivery do Bem, criado pela Zygo Tecnologia, em tempo recorde já começou a operar e pode ser umas de muitas iniciativas que podem cooperar com diversos negócios nesses tempos de tensão no ar.

Conhece outras iniciativas? Manda as informações nos comentários!

Tecnologia e a nova realidade

Com o aumento de mais + 380% na procura por softwares, segundo dados do Nielsen Brasil, é possível perceber que o mercado está mudando e nós, da License Solutions, estamos estruturados para atender todas as demandas existentes, principalmente por estarmos posicionados como o back office das marcas e agências, permitindo que a gestão dos contratos de licenciamento possa ser realizada de forma mais otimizada e com custo menor.

Espero que tenham gostado.

Bruno Koerich de Paula

Diretor Executivo na License Solutions - Soluções inovadoras em licenciamento de marcas e controle de royalties.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *